Negócios

Porquê apostar num assistente virtual para o seu negócio?

por Mariana Pimentel Gomes | 7 Abril, 2021

Promover serviços de forma remota. É a forma mais simples e resumida de explicar a função de um assistente virtual.

 

Se há uns anos não se ouvia falar desta profissão, a verdade é que a assistência virtual já tem ganho vários adeptos ao longo dos anos, quer por parte de pessoas que se querem tornar assistentes virtuais, quer por parte de empresários que procuram, cada vez mais, estas funções de apoio e suporte aos seus negócios.

 

É um abrir de horizontes e mentalidades. Já não é o futuro, é a realidade – e uma ajuda preciosa – de muitas empresas e negócios.

 

O papel do assistente virtual no crescimento do seu negócio

 

Desengane-se quem pensa que uma assistente virtual é um robot. Os assistentes virtuais são trabalhadores independentes que prestam serviços de apoio remoto a empresas de diversas formas.

 

À medida que o digital começou a entrar na nossa vida, as empresas perceberam que não precisam de colocar um novo funcionário no escritório. E isso levou aos primeiros assistentes virtuais.

 

Eles não estão lá em pessoa, mas são, de qualquer forma, uma parte vital do negócio. Teoricamente, um assistente virtual pode apoiar em qualquer tarefa do negócio. Existem limitações, mas a tecnologia está cada vez mais evoluída e oferece várias formas de contornar esses obstáculos.

 

As tarefas administrativas são mais comuns para assistentes virtuais, mas também podem ajudar com quaisquer outros elementos exigidos pelo negócio. Estes são apenas alguns exemplos:

 

  • Gestão de redes sociais
  • Criação de conteúdo
  • Assistência administrativa
  • Criação e manutenção e websites
  • Gestão de cursos e webinars
  • Gestão de podcasts
  • Gestão de eventos
  • Gestão de calendários, emails ou marcações
  • Criação de reports
  • Tarefas pessoais, como a marcação de hotéis ou restaurantes

A lista é quase interminável. A assistência virtual engloba um enorme conjunto de tarefas e é por isso que tem tido tanto sucesso. E por essa razão é que esta atividade foi considerada uma das profissões mais promissoras de 2020, de acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria de recrutamento Robert Half.

 

Em Portugal, infelizmente, esta ainda é uma profissão muito associada à “secretária” pessoal tradicional. Mas este conceito não podia estar mais errado. As empresas podem não saber, mas o assistente virtual é a chave para maximizar a rentabilidade e a eficiência.

 

Porque é que precisa de um assistente virtual?

 

Mais tempo para se focar no que realmente importa. Menos recursos físicos. Mais produtividade. Menos gastos. São alguns grandes benefícios da assistência virtual.

 

Esta área veio para ficar. Não estamos a falar de uma Alexa ou Siri, mas sim de profissionais em regime freelancing, cujo objetivo é apoiar os empreendedores na gestão diária do seu negócio. As vantagens são imensas!

 

Maior produtividade dos colaboradores da empresa

 

Se um colaborador da sua empresa tivesse de escolher entre estas duas opções:

 

  1. Desempenhar um papel ativo na criação de estratégias de crescimento
  2. Preparar reports diários

Qual escolheria? É certo que seria a primeira opção, por acrescentar maior valor à sua função e às necessidades do negócio.

 

Mas o facto desta opção ser mais importante, não significa que as tarefas mundanas e rotineiras podem ser negligenciadas.

 

O assistente virtual é a solução para manter a equipa interna motivada e responder às necessidades diárias do negócio. Eles assumem a maioria das tarefas morosas que podem ser feitas remotamente. E o resultado? Uma equipa motivada e mais produtiva e um negócio mais eficiente.

 

Minimização dos custos

 

Um dos principais motivos pelos quais as empresas apostam no outsourcing é a redução de custos. Sejam custos no salário, sejam custos relacionados com o training ou até mesmo custos no que respeita ao espaço físico necessário para um novo colaborador.

 

A verdade é que, em vez de contratar um novo profissional a tempo inteiro para um pequeno trabalho, pode optar por colocar estas tarefas num assistente virtual.

 

Simultaneamente, pode poupar custos na hora do onboarding. Normalmente as empresas têm a necessidade de treinar os novos colaboradores para certas tarefas. Com um assistente virtual especializado nas funções específicas, os custos são significativamente mais reduzidos.

 

Outra grande razão é a otimização do tempo. Alocar certas tarefas a um assistente virtual economiza muito tempo aos gestores. E tempo é dinheiro, especialmente nos negócios.

 

Jasmin, o assistente procura

 

Não é um assistente virtual, mas é o seu assistente pessoal. Para simplificar a gestão do seu negócio, o Jasmin, através da automatização de processos, liberta os empreendedores, startups e PMEs, de tarefas administrativas entediantes e permite-lhes concentrarem-se naquilo que é realmente importante.

 

Utilizando mecanismos de inteligência artificial e machine learning, o Jasmin organiza e interpreta os dados que circulam no sistema, alerta sobre o desempenho atual e prevê a evolução futura. Tudo com mensagens dinâmicas no seu painel de controlo, de compreensão simples e rápida.

 

Com o Jasmin pode ter informação em tempo real sobre vendas, recebimentos, compras, dívidas ou clientes, em qualquer lugar e a qualquer hora. Graças à sua inteligência e poder preditivo, o Jasmin ajuda-o a preparar-se e a ter uma visão orientada ao futuro.

 

Por ser 100% cloud, com o Jasmin é muito rápido faturar, gerir compras e inventário, controlar contas correntes e a tesouraria, responder às obrigações fiscais, monitorizar a evolução do negócio e dos indicadores de gestão, a qualquer hora e em qualquer lugar.

 

Do que está à espera para começar a tirar partido do seu assistente de negócio? Experimente já o Jasmin Express! 100% cloud, certificado e gratuito, é o parceiro que o seu negócio precisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos