Negócios

5 dicas para ter sucesso na gestão do seu negócio de Mediação Imobiliária

por Mariana Gomes | 9 Junho, 2020

Estar atento e ponderar um conjunto de variáveis financeiras é um dos segredos para o sucesso no setor imobiliário. Esta responsabilidade recai, muitas vezes, na atividade de mediação imobiliária, que consiste na procura, pelas empresas de mediação imobiliária, em nome dos seus clientes, de negócios de compra e venda de imóveis, assim como permuta, trespasse, arrendamento ou cedência da posição contratual de um imóvel.

 

Existem questões cruciais que devem ser consideradas no setor imobiliário. Por exemplo, a oscilação de preços no mercado da habitação, características próprias de cada cidade, bem como ter em atenção um enquadramento macroeconómico.

 

Na gestão de um negócio de mediação imobiliário é fundamental estar apoiado em todas as circunstâncias. Nomeadamente, recorrer às estratégias e ferramentas certas para uma gestão orientada para o sucesso. E a tecnologia é o principal pilar na era digital global.

 

- Agência Imobiliária: a tecnologia como catalisador de mudança.

- Software de faturação para o setor imobiliário.

 

Mediação Imobiliária: 5 dicas para a gestão do negócio

 

Apostar na gestão implica definir estratégias que dinamizem o negócio, escolher ferramentas que otimizem os processos e, acima de tudo, colocar a satisfação do cliente como prioridade. São estes aspetos que definem a qualidade dos serviços que oferece.

 

A confiança e motivação é fundamental para ser bem-sucedido na atividade de mediação imobiliária, mas também decisivo na hora de evitar erros de principiante. Alguns dos principais erros dos mediadores, e que devem ser evitados, são:

 

  • Não qualificar um cliente: se a recolha de informação não for feita corretamente, a venda será prejudicada;
  • Falta de preparação: a preparação é crucial para uma boa apresentação dos serviços e proposta de valor;
  • Ausência de proposta de valor: a venda de serviços ou produtos é inexistente sem uma proposta de valor;
  • Confundir acompanhamento com seguimento: é importante distinguir um cliente de um potencial cliente. Os clientes devem ser acompanhados, as pessoas que ainda não fizeram uma compra não têm qualquer compromisso com o mediador.

Oferecer um serviço diferenciado, personalizado e rigoroso é essencial para a eficiência da mediação imobiliária. Neste artigo, mostramos como pode otimizar os processos e implementar estratégias para o sucesso do seu negócio.

 

  1. Definir uma estratégia de venda

 

Quando os clientes procuram a sua ajuda, significa que esperam encontrar profissionalismo e experiência ampla numa atividade de mediação imobiliária que disponha de uma vasta rede de contactos. O objetivo assenta na rápida venda da propriedade.

 

Nesta perspetiva, é importante apresentar aos seus clientes vendedores um plano de ação que incorpore uma estratégia de promoção online e offline. Apresente um plano detalhado com todas as sugestões de promoção. Desta forma, está a mostrar diferenciamento e personalização no acompanhamento do cliente, tratando-o como único.

 

Simultaneamente, estabeleça objetivos concretizáveis. Acompanhe e analise resultados, identifique os pontos fortes e o que precisa de ser melhorado para que possa oferecer os melhores serviços.

 

  1. Apostar na capacidade de negociação

 

Depois de identificar o valor ideal para o mercado, cabe ao consultor defender os interesses do cliente, dependendo do valor pelo qual querem vender o imóvel. Isto implica a necessidade de negociar com o potencial comprador.

 

É fundamental saber o que dizer na altura da negociação para descobrir o ponto essencial que conduz ao fecho da negociação. Isto significa assumir uma atitude assertiva na hora certa.

 

Uma boa prática de negócio é explicar detalhadamente o processo de compra ou venda de um imóvel para que a negociação seja a melhor.

 

Por outro lado, tendo em conta que a principal razão pela qual as pessoas recorrem à mediação imobiliária é o aconselhamento, procure aconselhar os seus clientes, assumindo o seu papel de especialista na área.

 

Os clientes confiam na sua opinião, que é baseada em experiência e factos comprovados. Isto implica, essencialmente, a opinião sobre o preço a pedir pelo imóvel, a necessidade de obras para conseguir um valor melhor ou outras formas para rentabilizar o imóvel.

 

  1. Não desviar o foco na responsabilidade

 

Quando se trata do sentido de responsabilidade, não importa apenas levar o negócio até ao fim. É fundamental considerar e responder às necessidades dos seus clientes sem perder o foco na negociação.

 

Quando o cliente confia no seu trabalho, fica automaticamente responsável por todo o processo e deve defender os interesses do cliente até ao final. Toda a capacidade profissional é trabalhada e otimizada para atingir um objetivo. Ao trabalhar com um profissional que se responsabiliza por todo o processo, o cliente confia mais facilmente no seu trabalho e aceita, mais rapidamente, as suas sugestões.

 

É através deste sentido de responsabilidade que construirá uma imagem sólida e de confiança.

 

  1. Definir um cronograma

 

A desorganização e falta de rigor são o maior inimigo de um trabalho eficiente e com bons resultados. Uma das estratégias para combater este obstáculo pode ser começar por criar um cronograma para ajudar a organizar e otimizar o tempo despendido nas várias tarefas. Assim, não perde tempo a pensar no que tem para fazer e não oferece margem para que a sua agenda seja ditada pela casualidade dos eventos.

 

Defina objetivos e períodos de tempo para cada um. Com uma data definida, consegue planear melhor as suas ações e tarefas. E, além disso, faça aquilo a que se comprometeu a fazer sem distrações e com um elevado sentido de responsabilidade.

 

  1. Apostar em tecnologia!

 

É verdade. A tecnologia é o braço direito da gestão de um negócio. Desde a gestão de clientes à gestão das redes sociais até à gestão comercial, o avanço tecnológico permite que tarefas rotineiras sejam automatizadas, poupando tempo e recursos essenciais.

 

Gestão de clientes

 

É um aspeto crucial para manter um negócio saudável. Os clientes são a peça-chave de qualquer negócio e já existe forma de otimizar esta gestão. Recorrer a um CRM permite-lhe fazer uma gestão 360º dos clientes, vendas, marketing, atendimento e todos os pontos de contacto. Esta era da transformação digital também é a era do foco no relacionamento com o cliente. O CRM, além de uma ferramenta, é uma estratégia e um processo de gestão eficaz.

 

Gestão de redes sociais

 

Desenvolva uma estratégia online! Ter presença no Facebook e LinkedIn não é suficiente para promover o seu negócio. É necessário criar uma estratégia bem estruturada e ativa para responder à dinâmica da era digital atual.

 

Gestão global do negócio

 

Um negócio não está completo sem um software de gestão que garanta o controlo de todos os aspetos essenciais à sua sustentabilidade. Optar por um software que lhe permita acompanhar todos os resultados em tempo real e automatizar tarefas administrativas é o primeiro passo para o sucesso. Desde a faturação, controlo das despesas, até ao acompanhamento da tesouraria e contas correntes.

 

O Jasmin é um software de gestão cloud ideal para negócios do imobiliário que, além de todos estes aspetos, permite-lhe fazer uma previsão futura do negócio com base em dados históricos, recorrendo a mecanismos de Big Data e Inteligência Artificial. Além disso, dá a oportunidade aos seus clientes de pagar com opções online, é certificado pela AT e integra com mais de 1.000 aplicações, como Websites, CRM, etc. Experimente grátis o Jasmin Express e comece já a gestão do seu negócio de Mediação Imobiliária.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos