Negócios

Canais de distribuição no retalho: como criar uma estratégia eficaz para a sua loja?

por Mariana Pimentel Gomes | 26 Agosto, 2021

A distribuição no retalho é um conceito simples com uma solução complexa. Qualquer empresa que venda produtos, seja numa loja física, numa loja online, em lojas e revenda ou multimarca ou através de uma estratégia multicanal, deve encontrar uma estratégia de distribuição que responda às necessidades no que respeita à entrega dos produtos aos clientes. Esta estratégia está assente na escolha dos canais de distribuição certos.

 

Ora vejamos, numa era digital na qual os clientes podem atender às suas necessidades rapidamente com uma variedade de opções de compras, os retalhistas devem concentrar-se em entregar os seus produtos ao consumidor de forma rápida, cómoda e económica.

 

Os canais de distribuição: encontrar a melhor opção

 

Não importa o tamanho da empresa, a dimensão do negócio ou a complexidade de entrega dos produtos, o planeamento da estratégia de distribuição é tão importante quanto as operações de produção – não é possível existir uma sem a outra.

 

Se um produto é facilmente produzido em massa e tem um preço acessível, colocá-lo em vários canais de distribuição pode ser a opção certa. Por outro lado, se se trata de produtos exclusivos, na qual a escassez faz parte do apelo ao produto, ser altamente seletivo com os canais de distribuição pode ser uma estratégia mais bem estruturada.

 

Para garantir a maximização das vendas, as empresas tendem a utilizar diversos canais de distribuição em simultâneo, sabendo que a multiplicação dos pontos de compra dos seus produtos (POP), potencia o aumento das vendas, pelo aumento da rotação dos produtos nas prateleiras ou balcões. Maiores níveis e canais de distribuição geram mais vendas, pela maior visibilidade e disponibilidade dos produtos.

 

Uma estratégia multicanal

 

Um negócio que desenvolve estratégias multicanal que criam experiências positivas, promovem o valor e superam as expectativas dos clientes está a proporcionar uma experiência de qualidade a cada contacto do cliente com a marca, independentemente do canal de distribuição escolhido.

 

Porquê o multicanal?

 

As empresas também usam estratégias multicanal para alcançarem os seus diferentes segmentos alvos e para os alcançarem em diferentes momentos de consumo ou pré-consumo.

 

Tipicamente encontramos os seguintes canais de distribuição:

 

  • Retalho tradicional – HORECA , Quiosques e outros;
  • Hiper e super mercados – Moderna Distribuição de retalho;
  • Lojas online, Marketplaces, Social Commerce;
  • Lojas de revenda;

Cada um destes modelos de canais de distribuição tem requisitos distintos. Tanto ao nível da estrutura, como ao nível de recursos humanos necessários, capacidade de operacionalizar ações táticas e estratégicas de marketing, geração de receitas e políticas de preços.

 

Qual a melhor estratégia de canais de distribuição para a sua loja?

Um dos maiores desafios para os retalhistas tradicionais é encontrar uma estratégia que lhes permita competir com os gigantes de e-commerce que tem apresentado um crescimento enorme.

Esta estratégia passa por investir fortemente, não só no comércio online como complemento às lojas físicas, mas nos canais de distribuição certos para cada contexto/produto. Para este tipo de retalhistas híbridos, a estratégia convencional multicanal passa pela aposta, não em todos os canais de venda em simultâneo, mas nos canais de distribuição certos para os produtos vendidos.

Vejamos um contexto mais prático. Quem compra em loja física:

  • Tende a comprar mais (compras por impulso);
  • Tende a comprar mais artigos sensíveis à “experimentação” (roupa, sapados ou maquilhagem);
  • Tem menos propensão para comparar preços.

 

Mas se pensarmos no setor do comércio, sabemos que não existe apenas uma modalidade de venda: existem as lojas físicas, mas também lojas de revenda ou lojas multimarca, nas quais pode estar presente e vender os seus artigos. Também estas lojas podem criar lojas online ou alargar a presença para as redes sociais. Isto é o que chamamos de Omnicanal: estar presente em vários canais em simultâneo.

 

A maioria dos gestores já opera em múltiplos canais. O desafio é usufruir de uma experiência única, independentemente do canal, no qual os vários pontos de contacto estão integrados.

 

O que antes era algo bom, agora é obrigatório: abraçar vários canais de venda, melhorar a experiência dos consumidores e garantir uma gestão integrada de todas as operações e canais de venda.

 

Esta é a essência do omnichannel: reunir os diferentes pontos de contacto e usá-los para oferecer uma experiência consistente e de qualidade.

 

Porquê apostar no omnichannel?

  • Alcança mais clientes, mais rápido;
  • Explora novas fontes de receita;
  • Otimiza os níveis de inventário, dividindo-o entre os vários canais de distribuição;
  • Oferece várias opções para fazer compras.

A realidade é que os consumidores já estão a comprar assim. O desafio é apostar nas ferramentas certas para conseguir responder da mesma forma: uma plataforma que integre com múltiplos canais de venda, simplificando processos como a faturação, o controlo de stock ou a gestão de preços e artigos.

E essa ferramenta já existe. O Jasmin é um software de gestão que integra os vários canais de distribuição num único local e torna a faturação, a gestão logística e o controlo comercial mais simples e ágil.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos