Negócios

A reabertura dos restaurantes e o mundo pós-pandemia: o que muda?

por Mariana Pimentel Gomes | 24 Agosto, 2021

Entre os empresários da restauração, a expectativa é alta relativamente ao plano de desconfinamento. Depois de longos meses fechados, a reabertura dos restaurantes já foi um sinal de alívio para os gestores.

 

Agora, as regras de reabertura vão mudando faseadamente. Desde o dia 23 de agosto, após ter sido atingido o patamar de 70% da população vacinada contra a COVID-19, a nova fase foi antecipada e as regras mudaram. Mas nós explicamos como será, agora, a ida aos restaurantes.

 

A reabertura dos restaurantes, as novas regras e antecipação da nova fase de desconfinamento: o que muda?

 

Se a reabertura dos restaurantes em abril foi o primeiro passo para dar um novo alento aos negócios, os empresários da restauração enfrentam, ainda, inúmeras restrições impostas pelas regras de desconfinamento. A cada fase do desconfinamento, a pressão sobre os empresários aumenta, mesmo com as medidas anunciadas pelo governo de apoio à economia, como é o caso do IVAucher, um programa de incentivo ao consumo nos setores mais afetados pela pandemia (Turismo, Restauração e Cultura).

 

A nova fase de desconfinamento foi antecipada. O que muda?

 

Horários de funcionamento

 

A restauração passa a funcionar com os horários normais, podendo estar abertos, no máximo, até às 2h da manhã.

 

Limite de pessoas por grupo

 

O limite nos Restaurantes, cafés e pastelarias passa a ser de 8 pessoas por grupo no interior (em vez de 6) e 15 pessoas por grupo no exterior (em vez de 10).

 

O que fica igual?

 

Certificado Digital COVID-19

 

O Certificado Digital COVID-19 continua a ser obrigatório para fazer refeições no interior dos restaurantes aos fins de semana e feriados.

 

Criar um plano de reabertura dos restaurantes: por onde começar?

 

À medida que os restaurantes reabrem, é importante lembrar que a pandemia ainda não acabou e que a segurança dos clientes e funcionários ainda deve ser uma prioridade principal. Ao criar um plano de reabertura de restaurante, além da reformulação dos menus, da aposta em novos serviços, como o take-away ou o delivery, das vendas ou receita, lembre-se do seguinte:

 

Da importância de ter uma esplanada (se possível)

 

Mesmo que alguns clientes estejam à vontade para sentar no interior dos restaurantes, muitos ainda preferem os espaços abertos e arejados.

 

Da necessidade de higienização

 

As medidas de higiene chegaram para ficar. Os clientes esperam ver esforços alocados à higienização dos locais que vão utilizar.

 

Das medidas de segurança

 

Apesar do levantamento das restrições, ainda é importante ter em consideração as medidas de segurança impostas pela pandemia:

 

  • A redução do número de mesas nas áreas de refeição;
  • A minimização do contacto pessoal – seja no atendimento, seja no momento de pagamento;
  • A utilização de divisores entre mesas;
  • Ter em atenção a utilização do ar condicionado – muitos estudos apontam para um fácil propagador do vírus;
  • A obrigatoriedade da utilização de máscaras no interior do restaurante;
  • E, claro, a apresentação do certificado digital de vacinação, enquanto se mantiver como medida obrigatória.

 

Embora seja compreensível na reabertura dos restaurantes que, como empresário da restauração, queira diminuir as restrições, aprendemos em 2020 que nada é previsível. Por isso, certifique-se de que mantém um stock de máscaras e desinfetantes para o que quer que o futuro possa trazer.

 

Da minimização do contacto físico

 

Todos adoram a conveniência. Por isso, adote formas de minimizar o contacto físico. Como? Ofereça opções de pagamento online que facilitam o processo de pagamento, que ajudam a poupar tempo nos processos de cobrança e permitem transações contact-free.

 

Da importância da divulgação

 

Todos os esforços mencionados não vão significar muito se os clientes não estiverem informados sobre a reabertura dos restaurantes. Utilize ferramentas como o email, redes sociais ou o website para espalhar a palavra sobre em que estado se encontra o seu restaurante.

 

Da necessidade de fazer uma gestão eficiente do negócio

 

Agora que a reabertura dos restaurantes já está na fase final, o cenário está a aproximar-se do que se vivia numa pré-pandemia, ainda com os desafios e obstáculos bem visíveis. Desde as mudanças nos perfis dos consumidores à necessidade de inovar constantemente, a resposta está na tecnologia.

 

Num mundo cada vez mais inteligente, também os negócios têm de acompanhar a evolução da tecnologia e as oportunidades que ela oferece. Aposte num software de gestão, como o Jasmin, e tenha sempre à mão a informação que precisa para gerir o negócio de forma mais eficiente.

 

Com o Jasmin, um software cloud e inteligente, controla o stock, faz a gestão das despesas e da tesouraria, fatura a qualquer hora e ainda aceder a insights sobre o estado atual e a evolução futura do seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos