Negócios

Agricultura sustentável: é hora de tomar o controlo

por Mariana Gomes | 23 Junho, 2020

As práticas agrícolas ocuparam, desde sempre, um lugar importante na história do homem. À medida que o mundo avança e novas práticas culturais, sociais, políticas ou económicas se desenvolvem, a atividade agrícola foi-se adaptando e o conceito de agricultura sustentável começou a ganhar cada vez mais valor.

 

Inicialmente, a agricultura praticada era de subsistência. Praticada a nível familiar e de acordo com as necessidades. Com a intensificação da agricultura, de forma a responder aos mercados de procura e de oferta, aumentou também a utilização de produtos químicos para fertilização e outras ferramentas associadas a problemas.

 

Se, por um lado, se atingiram altos índices de produtividade, pelo outro, levantaram-se problemas a nível da fertilidade ou do tempo de produção.

 

A necessidade de apostar numa agricultura sustentável maximizou-se. E garantir a sustentabilidade assente também na estruturação de um plano de negócio que assegure uma gestão mais eficiente de todos os aspetos da prática agrícola.

 

- Como fazer um plano de negócio simples para a sua produção agrícola?

- Software de faturação para o setor agricola.

 

Agricultura sustentável: mais do que uma tendência?

 

É importante perceber que a agricultura sustentável é definida como a agricultura que procura produzir alimentos ou recursos tendo em conta a conservação do meio ambiente, o bem da sociedade e a rentabilidade económica. Define-se em oposição à agricultura convencional ou industrializada.

 

A agricultura sustentável assenta na adoção de práticas de gestão ambiental e territorial que respondam aos maiores desafios da agricultura. Se os agricultores alterarem as suas técnicas e adotarem métodos mais sustentáveis, oferecem ao consumidor a possibilidade de comprar produtos ecológicos sustentáveis.

 

Porquê a agricultura sustentável?

 

A agricultura industrializada mede o seu sucesso ao nível do aumento da produtividade e da rentabilidade. Por outro lado, a agricultura sustentável visa produzir alimentos saudáveis num ambiente saudável.

 

Dependente de condições e processos naturais alheios à vontade e controlo humano – como o clima, o solo ou outros seres vivos – a agricultura sustentável tira partido de todos estes elementos, ao contrário da agricultura industrializada, que tenta maximizar o controlo sobre todos estes fatores externos que afetam a produção.

 

Ao utilizar estas condições existentes de forma otimizada, a agricultura sustentável adapta-se ao clima, ao solo e a todos os elementos que compõem o sistema agrícola. Assim, é possível reduzir a utilização de aditivos externos, tais como fertilizantes ou pesticidas, que apresentam um impacto ambiental significativo.

 

Adaptar métodos: 4 formas de responder às necessidades atuais

 

  1. Gestão da água

Uma drenagem eficaz e a utilização de técnicas de gestão de água melhoram consideravelmente a qualidade do solo. Descobertas da ONU revelam que a agricultura utiliza cerca de 70% da água doce. Assim, os sistemas que recolhem e reciclam a água da chuva são também uma forma eficaz para ajudar a irrigar a terra de forma sustentável.

 

  1. Manutenção do solo

Manter os solos saudáveis passa pela utilização de métodos tradicionais, como arar e assegurar que o solo é arejado, bem como a utilização de fertilizantes naturais. Lembre-se: solos mais férteis produzem melhor.

 

  1. Vender localmente

A poluição e o consumo desnecessário de energia são causados pelo transporte, embalagem e armazenamento dos produtos. Ao vender localmente está a reduzir a pegada ecológica, a aumentar o valor na comunidade e a impulsionar a economia local, conseguindo um rápido retorno do investimento.

 

  1. Recorrer aos avanços tecnológicos

É possível manter um melhor controlo da produção agrícola com o recurso das ferramentas ideais. A tecnologia é já hoje um fator decisivo para a agricultura sustentável, fornecendo aos agricultores as ferramentas e informações constantes e em tempo real sobre a produção.

 

E já são várias as tecnologias que encontramos a favor da agricultura:

 

Drones, sensores e câmaras: permitem uma monitorização em tempo real e a partir de qualquer localização do estado atual da colheita, possibilitando a identificação posterior de doenças, falta de irrigação ou pulverização de cultivos;

 

Veículos automatizados: automatizam o tratamento dos campos de cultivo, poupando recursos através do controlo remoto e da possível programação para atuarem em zonas específicas;

 

Estufas inteligentes: são utilizadas para tornar as plantações mais eficientes, utilizando estruturas inteligentes que permitem medir em tempo real todos os aspetos que intervêm no cultivo, aplicando automaticamente as correções necessárias.

 

Sistemas de monitorização: já existem sistemas e plataformas que permitem analisar todos os dados e criar relatórios que oferecem uma visão geral do estado atual e os problemas identificados na prática agrícola, tornando a gestão do trabalho agrícola mais eficiente;

 

Ao mesmo tempo, é fundamental garantir uma gestão de negócio sustentável. E isso apenas é possível com o acesso constante e em tempo real a informação financeira, a partir de qualquer dispositivo.

 

Tecnologia de gestão aliada à agricultura

 

O setor da agricultura está a mudar drasticamente. Já não se trata de um setor assente em práticas manuais e processos rudimentares de uma agricultura tradicional. Atualmente, e com os avanços tecnológicos, as novas ferramentas têm aberto portas para um cultivo mais ágil e eficiente.

 

Nesta perspetiva, a tecnologia representa um fator essencial, não só para o futuro, mas para as práticas atuais de uma agricultura sustentável que permite suprir as necessidades de consumo atuais.

 

Mas não é apenas na prática agrícola que se obtém uma agricultura sustentável. Todos os aspetos do negócio devem ser considerados: desde a produção à gestão comercial. E a boa notícia é que já existem ferramentas tecnológicas que garantem uma gestão eficaz e sustentável do negócio.

 

O Jasmin é um software de gestão ideal para o setor da agricultura, que monitoriza todos os aspetos do seu negócio em tempo real: onde e quando quiser.

 

Por se cloud, permite-lhe faturar com rapidez e em qualquer dispositivo e controlar o stock em cada armazém em tempo real. E com recurso a mecanismos de inteligência artificial, poupa tempo nos processos administrativos.

 

Experimente grátis e modernize o seu negócio agrícola!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos