Sócio, administrador, acionista e gerente: quais as responsabilidades?

por Isabel Dias | 30 Janeiro, 2019 em
Negócios

No mundo dos negócios, vários títulos são atirados de um lado para o outro e frequentemente confundidos. Falamos do gerente e do gestor, do administrador e do diretor, do sócio e do acionista.

 

Se está a pensar liderar um negócio, precisa de saber distinguir a exposição legal de cada um. Veja abaixo quem são, que deveres têm e que responsabilidades assumem.

 

Do Gerente ao Gestor, abecedário dos negócios

 

Nos vários tipos de empresas, há funções e títulos que não convém confundir.

 

Vai abrir negócio? Conheça os vários tipos de empresa.

 

Sócios

 

Os sócios formam sociedades por quotas e, nestas, nomeiam gerentes. Os sócios têm direito a participar nos lucros e na sua distribuição, nas deliberações em assembleia de sócios, à informação sobre a vida da empresa e a serem designados para os órgãos de administração e fiscalização da empresa.

 

Quanto às suas obrigações, participam nas perdas da empresa, contribuem com bens, e podem fazer prestações suplementares (ou suprimentos). A responsabilidade social dos sócios é limitada ao capital.

 

Gerentes

 

Nas sociedades por quotas, os sócios nomeiam os gerentes. Estes administram os vários setores da empresa, sendo comum nas PME que um gestor se ocupe de vários setores. As funções dos gerentes subsistem enquanto não terminarem por destituição ou renúncia, sem prejuízo do contrato de sociedade ou o ato de designação poder fixar a duração delas.

 

Um termo amplamente usado na linguagem comum é sócio-gerente. Este termo designa o sócio de uma sociedade que desempenha funções de gerente na empresa. Este termo não existe legalmente apesar de ser muito usado, pelo que o “sócio-gerente” será um sócio e gerente.

 

Acionistas

 

As sociedades por ações – anónimas ou em comandita por ações - são compostas de acionistas, que nomeiam administradores. Os acionistas têm direitos económicos (como subscrever dividendos, receber uma percentagem do valor da sociedade caso esta seja dissolvida, a vender as suas ações no mercado).

 

Têm também direitos de gestão (voto, informação sobre a gestão e de exigir auditorias) e ainda como investidores. No caso de sociedades anónimas, a responsabilidade dos acionistas é limitada ao capital, enquanto que nas sociedades em comandita por ações é ilimitada.

 

Admnistradores

 

Os administradores são designados pelos acionistas das sociedades por ações por um período fixado no contrato de sociedade, não excedente a quatro anos civis, sendo permitida a reeleição. Embora designados por prazo certo, os administradores mantêm-se em funções até nova designação.

 

Os administradores tratam dos aspetos gerais do negócio sendo geralmente necessária uma ampla visão de recursos humanos e financeiros, do mercado, da concorrência, entre outros.

 

Gestor

 

O gestor, tal como o administrador, é um profissional que tem um conhecimento alargado de todos os setores da empresa e do negócio. No entanto, enquanto o administrador tem um papel mais relacionado com a estrutura da empresa, o gestor é um estratega, e o seu papel prende-se mais com tomar decisões rápidas e ágeis, do que fiscalizar.

 

Será que é um verdadeiro líder digital?

 

Nos micro, pequenos e médios negócios, estas definições podem misturar-se um pouco, sendo frequente o proprietário de uma empresa ser também o gestor ou diretor. Com o Jasmin, descomplica a tarefa que é gerir todos os aspetos de uma empresa sozinho.

 

Jasmin, o melhor amigo do gestor

 

O Jasmin, software de faturação expert em gestão, é o aliado do gestor da era digital. Porquê? O Jasmin ajuda-o a gerir o seu negócio, a todos os níveis, desde a faturação e contabilidade, até ao planeamento e elaboração de estratégias de crescimento. Com recurso à Inteligência Artificial, aqui colocada ao serviço das PME, o Jasmin dá-lhe Business Insights cuidadosamente formulados com base na informação do seu negócio.

 

Além disso, o Jasmin permite-lhe agilizar processos e tarefas repetitivas, libertando-lhe tempo para planear o futuro do seu negócio, mantendo-lhe a liberdade de dar acesso à Dashboard a elementos essenciais, como o seu contabilista – o Jasmin não tem limite de acessos.

 

Mas as funcionalidades do Jasmin não ficam por aqui! O Jasmin integra com as principais aplicações do mercado, desde as de gestão de marketing às de comunicação de equipas, permitindo-lhe gerir os vários setores da sua empresa. Conheça as ligações que ajudam o seu negócio!

 

Não espere mais, experimente já o Jasmin Express! 100% cloud, certificado pela AT e gratuito, é o parceiro que o seu negócio precisa.

Tags
PMEs
Negócios

Como saber se uma ideia de negócio é suficientemente boa?

por Isabel Dias - há 10 meses

Começar um negócio é uma aventura: mas nem todas as boas ideias são boas ideias de negócio. A criatividade e inovação têm um papel fundamental quando se decide dar o passo seguinte, mas atenção, a ponderação e análise são essenciais.   O desafio não é a falta de ideias ou de inspiração, mas perceber quais […]

Negócios

Como preparar a internacionalização do seu negócio

por Isabel Dias - há 1 ano

Se está a pensar em iniciar um processo de internacionalização, é importante que tenha em atenção alguns passos e conheça os apoios disponíveis que o poderão ajudar a reunir as condições necessárias para o crescimento sustentável do seu negócio em mercados externos.   O mundo é cada vez mais global. A par disso, são cada […]

Negócios

Como os softwares de gestão cloud estão a mudar métodos de trabalho

por Isabel Dias - há 2 anos

Entre muitas das inovações tecnológicas, veja como os softwares de gestão na cloud estão prontos a ajudá-lo na sua gestão de tempo e a melhorar dia após dia a saúde do seu negócio!   Não vivemos na era do facilitismo, mas numa era digital em que tudo o que precisamos de saber está à distância […]

Negócios

Controlo de gestão à prova do futuro

por Isabel Dias - há 11 meses

O que é o controlo de gestão e porque o deve incorporar na sua organização? Se procura uma forma estruturada de delegação de responsabilidades, definição de metas, e avaliação dos resultados, o controlo de gestão é para si. Se já tem esta política instituída, confira as nossas dicas para o melhorar.   Afinal, o que […]

Negócios

Converta mais clientes, mais depressa: crie o seu funil de vendas

por Isabel Dias - há 1 ano

A forma como as empresas se relacionam com os consumidores e clientes evoluiu imenso, e esta relação é agora parte integrante da gestão de qualquer negócio. O objetivo é reter clientes, angariar novos, aumentar a reputação e a taxa de sucesso.   Como? A resposta passa por criar um funil de vendas. O conceito não […]

Negócios

Gestão de tempo ou gestão de energia?

por Isabel Dias - há 2 anos

Mas afinal, como pode a gestão de tempo estar relacionada com a gestão de energia?   É muito comum ouvirmos dizer que a produtividade advém de uma boa gestão de tempo. Pessoas que gerem bem o seu tempo tendem a ser mais produtivas, quer a nível profissional quer a nível pessoal. Não descurando a importância […]

Negócios

Gestão de empresas: 5 erros financeiros mais comuns

por Isabel Dias - há 10 meses

A vida de um empreendedor é ocupada com trabalho, a levar a empresa para a frente, a expandir o negócio, a criar e manter clientes, a conferir receitas, controlar despesas, medir o desempenho e gerir colaboradores – situações normais de quem tem nas suas mãos a gestão de empresas. A não ser que se seja […]

Negócios

Mantenha as contas "a verde": acompanhe o fluxo de caixa

por Isabel Dias - há 11 meses

O crescimento de um negócio assenta em vários fatores, e a capacidade para fazer face às obrigações com os recursos disponíveis, ou liquidez, é um deles. Acontece a muitos negócios: não antecipar as entradas e saídas de dinheiro, especialmente se as saídas forem mais regulares que as entradas. Esta situação requer um maior controlo do […]

Ver mais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *