Negócios

Como preparar a internacionalização do seu negócio

por Isabel Dias | 13 Fevereiro, 2018

Se está a pensar em iniciar um processo de internacionalização, é importante que tenha em atenção alguns passos e conheça os apoios disponíveis que o poderão ajudar a reunir as condições necessárias para o crescimento sustentável do seu negócio em mercados externos.

 

O mundo é cada vez mais global. A par disso, são cada vez mais as empresas que veem o mercado internacional como uma nova oportunidade para expandir os seus negócios numa tentativa de maximizar o volume de vendas.

 

Contudo, esta não é uma decisão que deva ser tomada de ânimo leve. É importante que o empresário esteja devidamente informado para que possa internacionalizar o seu negócio sem correr riscos inesperados.

 

 

Prepare a internacionalização do seu negócio em apenas 5 passos

 

Sim, cinco passos é tudo o que é preciso para expandir o seu negócio internacionalmente com mais segurança e confiança.

 

1. Avalie a viabilidade do projeto

 

Antes de mais, certifique-se que o seu negócio tem tudo o que precisa para iniciar um processo de internacionalização. Como? É simples: avalie a capacidade de produção, exportação e adaptação dos seus produtos ou serviços aos mercados para os quais pretende expandir o seu negócio.

 

Adicionalmente, não se esqueça de analisar a concorrência e garantir que a sua equipa de trabalho tem as competências necessárias para garantir o sucesso da expansão internacional do seu negócio.

 

2. Estude os apoios disponíveis à internacionalização

 

De facto, internacionalizar tem sido a palavra de ordem para as empresas portuguesas. Se é o seu caso, equacione a possibilidade de recorrer aos apoios à internacionalização disponibilizados por algumas instituições portuguesas e comece todo este processo com mais segurança.

 

No website da AICEP Portugal Global, uma das entidades de referência no que toca à internacionalização das empresas portuguesas, pode encontrar informações estatísticas sobre diferentes mercados, bem como as oportunidades de cada um. Além disso, pode ainda consultar todos os apoios disponíveis que o podem ajudar no seu processo de internacionalização.

 

3. Estude os mercados selecionados

 

Internacionalizar um negócio para mercados externos pressupõe a capacidade de ultrapassar dois tipos de dificuldades: ser estrangeiro e não conhecer as particularidades de cada país e mercado.

 

Como tal, é importante que esteja devidamente informado sobre as questões culturais e obstáculos que poderá encontrar nos mercados para os quais pretende internacionalizar o seu negócio.

 

Para isso, faça um estudo pormenorizado e identifique as oportunidades e ameaças dos mercados externos selecionados, bem como os pontos fortes e fracos do seu negócio. No fundo, faça aquilo que em marketing se designa de “análise SWOT”.

 

Adicionalmente, estude os requisitos legais de entrada e prepare-se atempadamente para os obstáculos que poderá encontrar. Se o fizer sentir-se mais confortável, pondere recorrer a especialistas na matéria, afinal de contas, cumprir todos os requisitos legais é imperativo para o sucesso do processo de internacionalização.

 

4. Defina um plano de internacionalização

 

Depois de avaliar a viabilidade do projeto e estudar os apoios existentes e os mercados externos selecionados, é importante que defina um plano.

 

Comece por definir os objetivos de internacionalização e, de seguida, verifique se o orçamento disponível para o processo de internacionalização está enquadrado com o orçamento necessário para alcançar os mercados selecionados.

 

É também importante que inclua no plano de internacionalização os produtos ou serviços a internacionalizar, bem como o perfil do público que pretende atingir.

 

5. Adapte o seu produto/serviço

 

Cada país e mercado tem os seus próprios costumes e particularidades  Como tal, os negócios que resultam em Portugal podem não resultar da mesma forma noutros países.

 

É imprescindível que tenha em atenção as singularidades existentes em cada mercado, assim como o perfil do cliente para que possa adaptar o seu produto ou serviço da melhor forma.

 

Não se esqueça de ter bem claro as características do produto ou serviço em relação ao mercado para o qual pretende internacionalizar, assim como a sua vantagem competitiva face aos concorrentes.

 

E, mais importante que isso, tenha em conta que o produto ou serviço poderá sofrer algumas alterações (na forma de produção, no design ou até na própria embalagem), uma vez que deverá ter em conta as questões culturais dos mercados mercados selecionados.

 

 

Garanta a segurança do seu negócio com boas ferramentas de gestão

 

Em mercados internos ou externos, garantir a segurança do seu negócio com boas ferramentas de gestão é meio caminho andado para que consiga alcançar o sucesso empresarial.

 

E no que à gestão diz respeito, a tecnologia desempenha um papel fundamental no apoio às empresas, principalmente para as que pretendem internacionalizar os seus negócios para mercados externos.

 

Com o software de gestão certo, a partilha de informações entre mercados torna-se mais simples e rápida, principalmente se este estiver alojado na cloud.

 

O Jasmin, um software de gestão cloud e certificado, disponibiliza uma grande variedade de funcionalidades integradas para dar suporte a todos os processos empresariais.

 

Além disso, com o Jasmin o seu negócio é global! Apenas precisa de escolher a unidade monetária na qual pretende faturar.

 

O mundo pode mesmo ser o limite para o seu negócio! Experimente já o Jasmin Express e faça o seu negócio evoluir.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Mais artigos