Tributação autónoma: o que é?

por Isabel Dias | 1 Março, 2018 em
Fiscalidade e Contabilidade

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.

 

As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de 2001 com o objetivo de combater a evasão e fraude fiscal, podem relacionar-se com despesas de representação, despesas não documentadas, encargos com viaturas ou até bónus de gestores, administradores e gerentes.

 

Desta forma, a tributação autónoma é apurada de forma independente do IRC e Derrama (imposto municipal), uma vez que não está diretamente relacionada com o lucro empresarial obtido.

 

IRS: Tributação autónoma ou englobamento?

 

Mas afinal, qual a diferença entre tributação autónoma e englobamento? Quando é que compensa escolher uma ou outra (sim, é possível fazê-lo!)?

 

O englobamento diz respeito à soma dos diferentes tipos de rendimentos para a aplicação de uma taxa de IRS que varia consoante o escalão de IRS do contribuinte. Por sua vez, a tributação autónoma é uma taxa única e flexível que não varia de acordo com os rendimentos obtidos.

 

Assim, o único raciocínio que o contribuinte deverá fazer é: compensa mais englobar todos os rendimentos e não sujeitar-se à tributação autónoma sempre que a taxa de IRS for inferior à taxa da tributação autónoma. Para tal, consulte a lista de categorias e respetivas taxas de tributação abaixo apresentada.

 

Tributação autónoma e respetivas taxas

 

Conheça, então, quais as categorias passíveis de tributação autónoma e as respetivas taxas.

 

  • Despesas não documentadas: 50% ou 70%;
  • Despesas de representação: 10%;
  • Encargos com viaturas ligeiras de passageiros, viaturas ligeiras de mercadorias, motos ou motociclos: entre 5% e 35%. Exceto nos seguintes casos:
  • Quando o custo de aquisição for inferior a 25.000€, a taxa de tributação autónoma é de 10%;
  • Quando o custo de aquisição for inferior a 35.000€ e igual ou superior a 25.000€, a taxa de tributação autónoma é de 27,5%.
  • Quando o custo de aquisição for superior a 35.000€, a taxa de tributação autónoma é de 35%.
  • No caso de viaturas ligeiras de passageiros híbridas, as taxas mencionadas acima são reduzidas para 5%, 10% e 17,5%, respetivamente. Já no caso de viaturas ligeiras de passageiros movidas a GPL ou GNV, as taxas passam a corresponder a 7,5%, 15% e 27,5%, respetivamente.
  • Encargos relacionados com ajudas de custo e com o uso da própria viatura para fins profissionais, desde que esse valor não seja cobrado a nenhum cliente da empresa: 5%;
  • Pagamento de despesas a pessoas ou empresas, que residem no estrangeiro e aí estejam abrangidas por um regime fiscal mais favorável que o português: 35% ou 55%. Contudo, esta taxa pode não ser aplicável desde que o sujeito passivo comprove que esses encargos correspondem a operações efetivamente realizadas, que não têm um carácter anormal, nem correspondem a um montante exagerado;
  • Lucros distribuídos pelas empresas aos funcionários, gestores ou administradores: 23%;
  • Encargos com indemnizações ou compensações, não previstos em contrato e quando se verifique o término das funções de gestor, administrador ou gerente e ainda com gastos que excedam o valor das remunerações previstas da função até ao fim do contrato em situações de rescisão ou transferência: 35%;
  • Bónus pagos a gestores, administradores ou gerentes desde que o valor seja superior a 25% da remuneração anual e correspondam a mais de 27.500€: 35%.

 

Para saber mais sobre o assunto, consulte o portal da Autoridade Tributária e Aduaneira.

 

Software de gestão, finanças organizadas

 

Para simplificar todo este processo, nada melhor do que ter um software de gestão para o ajudar a organizar todas as questões financeiras do seu negócio. Se está à procura de um software de gestão para a sua empresa, o Jasmin pode ser a solução que procura.

 

O Jasmin é um software de gestão certificado pela Autoridade Tributária e conta com um sistema simples e intuitivo que, entre muitas funcionalidades, o ajuda a cumprir com as suas obrigações legais e fiscais.

 

Mas não ficamos por aqui! Além de ser 100% cloud, o Jasmin apresenta uma versão gratuita - o Jasmin Express. Esta versão é gratuita durante um ano para negócios que tenham um volume de faturação até 30.000€. Após o primeiro ano, ou se durante este ano for atingido o referido volume de faturação, é possível fazer um upgrade para a versão Standard ou para a versão Premium, cujos valores mensais podem ser consultados no site.

 

Experimente já o Jasmin e bom trabalho!

 

 

Fiscalidade e Contabilidade

10 Dicas financeiras para quem vai abrir um negócio

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

6 métricas para garantir uma análise financeira eficaz

por Isabel Dias - há 1 ano

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Contabilidade Organizada: tudo o que precisa de saber

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Já conhece as alterações fiscais do Orçamento de Estado 2018?

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

O que é e para que serve a comunicação de inventários?

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

O que é o ficheiro SAFT?

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Quais os impostos em Portugal para novos negócios?

por Isabel Dias - há 1 ano

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Regime simplificado: tudo o que precisa de saber

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Saiba quais as despesas dedutíveis em IRS

por Isabel Dias - há 1 ano

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Tributação autónoma: o que é?

por Isabel Dias - há 1 ano

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Vai trabalhar a recibos verdes pela primeira vez?

por Isabel Dias - há 2 anos

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Ver mais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *