Tributação autónoma: o que é?

por Isabel Dias | 1 Março, 2018 em
Fiscalidade e Contabilidade

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.

 

As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de 2001 com o objetivo de combater a evasão e fraude fiscal, podem relacionar-se com despesas de representação, despesas não documentadas, encargos com viaturas ou até bónus de gestores, administradores e gerentes.

 

Desta forma, a tributação autónoma é apurada de forma independente do IRC e Derrama (imposto municipal), uma vez que não está diretamente relacionada com o lucro empresarial obtido.

 

IRS: Tributação autónoma ou englobamento?

 

Mas afinal, qual a diferença entre tributação autónoma e englobamento? Quando é que compensa escolher uma ou outra (sim, é possível fazê-lo!)?

 

O englobamento diz respeito à soma dos diferentes tipos de rendimentos para a aplicação de uma taxa de IRS que varia consoante o escalão de IRS do contribuinte. Por sua vez, a tributação autónoma é uma taxa única e flexível que não varia de acordo com os rendimentos obtidos.

 

Assim, o único raciocínio que o contribuinte deverá fazer é: compensa mais englobar todos os rendimentos e não sujeitar-se à tributação autónoma sempre que a taxa de IRS for inferior à taxa da tributação autónoma. Para tal, consulte a lista de categorias e respetivas taxas de tributação abaixo apresentada.

 

Tributação autónoma e respetivas taxas

 

Conheça, então, quais as categorias passíveis de tributação autónoma e as respetivas taxas.

 

  • Despesas não documentadas: 50% ou 70%;
  • Despesas de representação: 10%;
  • Encargos com viaturas ligeiras de passageiros, viaturas ligeiras de mercadorias, motos ou motociclos: entre 5% e 35%. Exceto nos seguintes casos:
  • Quando o custo de aquisição for inferior a 25.000€, a taxa de tributação autónoma é de 10%;
  • Quando o custo de aquisição for inferior a 35.000€ e igual ou superior a 25.000€, a taxa de tributação autónoma é de 27,5%.
  • Quando o custo de aquisição for superior a 35.000€, a taxa de tributação autónoma é de 35%.
  • No caso de viaturas ligeiras de passageiros híbridas, as taxas mencionadas acima são reduzidas para 5%, 10% e 17,5%, respetivamente. Já no caso de viaturas ligeiras de passageiros movidas a GPL ou GNV, as taxas passam a corresponder a 7,5%, 15% e 27,5%, respetivamente.
  • Encargos relacionados com ajudas de custo e com o uso da própria viatura para fins profissionais, desde que esse valor não seja cobrado a nenhum cliente da empresa: 5%;
  • Pagamento de despesas a pessoas ou empresas, que residem no estrangeiro e aí estejam abrangidas por um regime fiscal mais favorável que o português: 35% ou 55%. Contudo, esta taxa pode não ser aplicável desde que o sujeito passivo comprove que esses encargos correspondem a operações efetivamente realizadas, que não têm um carácter anormal, nem correspondem a um montante exagerado;
  • Lucros distribuídos pelas empresas aos funcionários, gestores ou administradores: 23%;
  • Encargos com indemnizações ou compensações, não previstos em contrato e quando se verifique o término das funções de gestor, administrador ou gerente e ainda com gastos que excedam o valor das remunerações previstas da função até ao fim do contrato em situações de rescisão ou transferência: 35%;
  • Bónus pagos a gestores, administradores ou gerentes desde que o valor seja superior a 25% da remuneração anual e correspondam a mais de 27.500€: 35%.

 

Para saber mais sobre o assunto, consulte o portal da Autoridade Tributária e Aduaneira.

 

Software de gestão, finanças organizadas

 

Para simplificar todo este processo, nada melhor do que ter um software de gestão para o ajudar a organizar todas as questões financeiras do seu negócio. Se está à procura de um software de gestão para a sua empresa, o Jasmin pode ser a solução que procura.

 

O Jasmin é um software de gestão certificado pela Autoridade Tributária e conta com um sistema simples e intuitivo que, entre muitas funcionalidades, o ajuda a cumprir com as suas obrigações legais e fiscais.

 

Mas não ficamos por aqui! Além de ser 100% cloud, o Jasmin apresenta uma versão gratuita - o Jasmin Express. Esta versão é gratuita durante um ano para negócios que tenham um volume de faturação até 30.000€. Após o primeiro ano, ou se durante este ano for atingido o referido volume de faturação, é possível fazer um upgrade para a versão Standard ou para a versão Premium, cujos valores mensais podem ser consultados no site.

 

Experimente já o Jasmin e bom trabalho!

 

 

Fiscalidade e Contabilidade

10 Dicas financeiras para quem vai abrir um negócio

por Isabel Dias - há 12 meses

Quem disse que abrir um negócio é tarefa fácil? Pelo contrário, abrir um negócio é um enorme desafio! É muito comum que os empreendedores se foquem apenas na ideia de negócio, ou seja, no serviço ou produto que têm para oferecer. No entanto, os seus esforços estão a ser canalizados na direção errada. É na […]

Fiscalidade e Contabilidade

6 métricas para garantir uma análise financeira eficaz

por Isabel Dias - há 10 meses

Uma boa análise financeira garante a saúde financeira de qualquer empresa. Contudo, tal procedimento exige um planeamento efetivo e um controlo contínuo.   A relação entre estas duas tarefas resulta numa ferramenta de gestão bastante útil para a análise financeira, uma vez que permite melhorar a compreensão dos resultados e tendências ao longo do tempo, […]

Fiscalidade e Contabilidade

Conheça a diferença entre fatura e fatura/recibo

por Isabel Dias - há 1 ano

Quer saber qual a diferença entre fatura e fatura/recibo? Nós ajudamos.   A emissão de faturas é obrigatória sempre que existe uma transação comercial. Como tal, na hora de escolher os documentos comprovativos dessa transação, deverá ter em conta a obrigatoriedade da existência de um documento comprovativo da movimentação bancária. É daqui que surge a […]

Fiscalidade e Contabilidade

Contabilidade Organizada: tudo o que precisa de saber

por Isabel Dias - há 1 ano

Existem duas formas de organizar a contabilidade da uma empresa: através da Contabilidade Organizada ou então através do Regime Simplificado.   Mas sabia que, ao contrário do Regime Simplificado, a Contabilidade Organizada possibilita fortes deduções no IRS? Neste artigo explicamos-lhe tudo o que precisa de saber sobre este regime fiscal!     Contabilidade Organizada: tudo […]

Fiscalidade e Contabilidade

Já conhece as alterações fiscais do Orçamento de Estado 2018?

por Isabel Dias - há 1 ano

A proposta de Orçamento de Estado 2018 foi apresentada no passado dia 13 de Outubro e, mesmo tendo sido aprovada na sua generalidade, foram apresentadas sugestões de melhoria que decorreram durante aproximadamente um mês, até ao dia 17 de Novembro. Para nos pôr a par acerca do que vai mudar no orçamento de estado para […]

Fiscalidade e Contabilidade

O que é e para que serve a comunicação de inventários?

por Isabel Dias - há 12 meses

Quase no final do ano, é tempo de relembrar a obrigação de comunicação de inventários à Autoridade Tributária. Saiba tudo o que precisa de saber sobre este requisito fiscal e prepare-se para responder em conformidade com as normas fiscais estabelecidas.   Comunicação de inventários: tudo o que precisa de saber   O que deve ser […]

Fiscalidade e Contabilidade

O que é o ficheiro SAFT?

por Isabel Dias - há 1 ano

O ficheiro SAFT é parte integrante dos processos de faturação de qualquer empresa.  Mas, será que sabe tudo sobre este documento e quais as obrigações que dele advêm?   Nós explicamos!   O que é o SAFT?   Qualquer empresa que realize transações comerciais é obrigada a comunicar a sua faturação mensal à Autoridade Tributária. Na versão […]

Fiscalidade e Contabilidade

Quais os impostos em Portugal para novos negócios?

por Isabel Dias - há 11 meses

Antes de lançar no mercado um novo negócio é preciso saber quais os impostos em Portugal que poderão ter influência na sua atividade. Assim, se já escolheu a área de negócio, os produtos ou serviços que irá comercializar e até já fez uma pesquisa sobre o que é necessário para ter um negócio por conta […]

Fiscalidade e Contabilidade

Regime simplificado: tudo o que precisa de saber

por Isabel Dias - há 1 ano

Como referimos há umas semanas atrás no artigo sobre a Contabilidade Organizada, há duas formas de organizar a contabilidade de uma empresa e o Regime Simplificado é uma delas. Neste artigo explicamos-lhe tudo o que precisa de saber sobre o Regime Simplificado.       Regime Simplificado: tudo o que tem de saber   O […]

Fiscalidade e Contabilidade

Saiba quais as despesas dedutíveis em IRS

por Isabel Dias - há 10 meses

Não sabe quais são as despesas dedutíveis em IRS? Este ano traz algumas alterações para os contribuintes, nomeadamente, no que diz respeito à forma como entregam a sua declaração. A partir de 2018 todos os contribuintes são obrigados a entregar a declaração de IRS através da internet. No entanto, há outros alertas importantes, datas que […]

Fiscalidade e Contabilidade

Tributação autónoma: o que é?

por Isabel Dias - há 10 meses

A tributação autónoma consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC e que incide sobre determinados gastos empresariais que não se encontram diretamente relacionados com a produção própria, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.   As categorias da tributação autónoma, que surgiram na reforma fiscal de […]

Fiscalidade e Contabilidade

Vai trabalhar a recibos verdes pela primeira vez?

por Isabel Dias - há 1 ano

Trabalhar a recibos verdes é algo bastante comum entre a comunidade trabalhadora em Portugal. No entanto, existem sempre algumas dores de cabeça para quem o faz pela primeira vez.   É necessário cumprir com todos os aspetos legais sob pena de incorrer em alguma contra ordenação. E este seguimento deve ser feito não só no […]

Ver mais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário