Negócios

Fluxo de caixa: o que significa e como gerir da melhor forma

por Diogo Ferreira | 19 Setembro, 2019

Existem inúmeros fatores financeiros que uma pequena empresa ou uma startup têm de ter em conta para subsistir e crescer, mas um dos mais importantes é, sem dúvida, o fluxo de caixa. O fluxo de caixa, ou “cash flow” em inglês, pode ser resumido como sendo a diferença entre a quantidade de capital a entrar na empresa e a quantidade de capital a sair, mas esta simples descrição não faz jus à sua importância para qualquer negócio, particularmente os de menor dimensão ou a arrancar.

 

O que é fluxo de caixa?

 

O fluxo de caixa é um dos indicadores mais importantes da saúde financeira de uma empresa e uma das principais formas desta gerar valor para investidores. É calculado pela diferença entre as entradas e saídas de capital da empresa durante um certo período de tempo, ou seja, um fluxo de caixa positivo ocorre quando as entradas de capital são superiores às saídas e vice-versa para um fluxo de caixa negativo.

 

Desta forma, o fluxo de caixa serve para ilustrar o estado de tesouraria atual de uma empresa. Quando um negócio gera capital suficiente para cobrir as suas despesas, o seu estado financeiro apresenta-se saudável e a empresa consegue continuar a operar sem dificuldades de tesouraria. Por outro lado, quando o capital não é suficiente para as despesas, a empresa está em risco de ter falhas de liquidez e potencialmente ficar endividada ou precisar de investimento adicional.

 

Porque é que o fluxo de caixa é importante?

 

O esgotar do capital é uma das principais razões pelas quais pequenas empresas vão à falência, pelo que manter um fluxo de caixa saudável é, literalmente, um fator vital para a sobrevivência da sua empresa.

 

Mais especificamente, empresas a arrancar têm maior probabilidade de sofrer com problemas de fluxo de caixa, visto que há várias despesas e as vendas poderão não ser ainda suficientes para as cobrir por completo. Pode, inclusivamente, encontrar-se na situação caricata de ter lucro registado, mas não ter liquidez, isto porque, apesar de contabilisticamente os seus resultados serem positivos, os pagamentos dos seus clientes podem não estar a entrar a tempo e horas.

 

Logo, é importante que tome medidas e precauções para que o seu fluxo de caixa se mantenha positivo e ajude a sua empresa a funcionar normalmente e a continuar a crescer.

 

Como gerir o fluxo de caixa da melhor forma

 

Gerir o fluxo de caixa é extremamente importante para a sua empresa se manter financeiramente saudável, pelo que, de seguida, apresentamos algumas das melhores formas que tem para conseguir fazê-lo com sucesso.

 

Mantenha a gestão do fluxo de caixa em dia

 

Nada é mais importante para a gestão do fluxo de caixa do que simplesmente fazê-la com regularidade. Verificar mensalmente, semanalmente ou, em situações mais sensíveis, diariamente o estado das suas entradas e saídas de capital é essencial para detetar potenciais problemas futuros, como um atraso nos recebimentos, e garantir a saúde financeira da sua empresa a cada momento.

 

Crie um plano de tesouraria

 

Vendo agora o outro lado da moeda, fazer um planeamento realista do seu fluxo de caixa futuro é vital para que possa tomar decisões acertadas acerca do caminho a seguir para o seu negócio. Prever os pagamentos e recebimentos futuros e respetivas entradas e saídas de capital ajuda a antecipar se terá as condições necessárias para continuar a cumprir as suas obrigações e dar resposta a potenciais imprevistos, como uma falha num recebimento ou súbita falta de capital.

 

Faça um controlo de gastos

 

Tendo em conta que o fluxo de caixa se rege tanto pelas entradas como pelas saídas financeiras, fazer um controlo de gastos é um passo para implementar melhor organização e disciplina na gestão da sua empresa, detetar gastos extraordinários que pode evitar, perceber o estado da sua rentabilidade, escolher os investimentos que realmente beneficiam a sua empresa e identificar oportunidades de redução de custos para, consequentemente, atingir um fluxo de caixa positivo.

 

Aposte num software de gestão

 

Um software de gestão permite-lhe não só automatizar diversos processos da sua empresa para que possa concentrar-se nas questões realmente importantes da sua gestão, como também receber informação atualizada a cada momento sobre o estado do seu fluxo de caixa, para que faça um controlo mais exato e tome decisões informadas.

 

Em particular, o Jasmin Software apresenta várias vantagens e funcionalidades dedicadas à área financeira e de tesouraria, como os Insights para Gestores que lhe permitem consultar, a cada momento e – graças à cloud – em qualquer lugar e dispositivo, a análise de tesouraria da sua empresa, os prazos médios de recebimento e pagamento, os resultados das vendas e muito mais.

 

O Jasmin combina também estas funcionalidades com a Inteligência Artificial e Machine Learning, resultando em previsões sobre os seus resultados e margens de lucro futuros com base no seu histórico passado, de forma a que consiga fazer um plano de tesouraria mais realista e saber, assim, quais as entradas de capital com que deve contar.

 

Sendo grátis no primeiro ano até aos 30 mil euros de faturação, é fácil aderir ao Jasmin e descobrir em primeira mão como um software de gestão lhe consegue facilitar a gestão dos fluxos de caixa e melhorar a saúde financeira da sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos